Os Olimpianos RPG
Faça seu login ou inscreva-se para jogar conosco. Antes de se inscrever, tenha certeza de ler todos os links da Central e obedecer todas as regras até a ficha de inscrição. Agradeço a atenção.

A Floresta

Página 19 de 21 Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20, 21  Seguinte

Ir em baixo

A Floresta

Mensagem  Administração em Ter Jan 18, 2011 2:48 pm

Relembrando a primeira mensagem :

A floresta é tão grande que cobre até um quarto do Acampamento. Lá monstros vivem soltos, por isso, em qualquer visita, vá armado com qualquer instrumento de ataque e um escudo. Vários jogos e atividades são realizados na floresta, e os monstros estão ali justamente para dificultar as coisas.



Última edição por Narração/Administração em Qui Jul 28, 2011 12:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Administração
Admin

Mensagens : 462
Pontos : 7073
Reputação : 73
Data de inscrição : 16/01/2011
Localização : Ribeirão Preto, SP

Ver perfil do usuário http://osolimpianosrpg.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: A Floresta

Mensagem  Lavínia Bones em Ter Nov 20, 2012 1:19 pm


Lavínia Bones x Filha de Ares x 00
Eu não havia conhecido o acampamento desde que chegara aqui depois da invasão na Sede dos Caçadores. Agora eu estava há um bom tempo andando por aí, às vezes até me perdendo um pouco. Mas não tinha importância, cedo ou tarde eu encontraria o caminho de volta e tudo ficaria resolvido. Agora eu estava entrando na floresta que havia aqui. Era realmente grande, e eu admito, perigosa, pois aqui e ali podia-se ouvir passos e sons de monstros que habitavam aqui, mas creio que não eram uma real ameaça aos campistas... eu esperava pelo menos. Na via das dúvidas, eu andava segurando minha lança pronta para atacar qualquer coisa que se movesse.
E então, em um momento, pude ouvir um som ao meu lado, digo, bem ao meu lado e virei-me rapidamente, em posição de ataque, com a lança pronta para atacar. Mas então eu vi quem realmente estava ali. Era um garoto, creio eu que do meu chalé. Ah. É você. Ajeitei-me e baixei a lança. Pensei que fosse um monstro. Só então quando parei percebi o modo que ele estava. Cabeça baixa, mãos na cabeça, sentado no chão. Alguma coisa havia acontecido, mas eu realmente não era nada boa com palavras, muito menos consolos, portanto apenas fiquei olhando-o um pouco, como se tentasse ler seus pensamentos e entender o que foi.
avatar
Lavínia Bones
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 5
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/11/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Max Dracttor em Ter Nov 20, 2012 1:36 pm


Max Dracttor||Filho de Ares||Nível 10

Ainda de cabeça baixa ouvi alguns barulhos pela floresta, com certeza seria algum monstro. Até que vi aquela garota com uma lança na mão logo a minha frente. Logo me lembrei do rosto dela, nós eramos do mesmo chalé:
-Você é do chalé de Ares, certo? Como é mesmo seu nome... Lavínia?-Falei me levantando.-Não se preocupa, esses monstros não são muito perigosos, na verdade eles são meio... Idiotas.-Disse rindo.
avatar
Max Dracttor
Semideus

Mensagens : 250
Pontos : 1526
Reputação : 10
Data de inscrição : 02/09/2011
Idade : 25
Localização : acampamento meio-sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Lavínia Bones em Qua Nov 28, 2012 4:15 pm


Lavínia Bones x Ares x 00

Assenti com a cabeça. Sim, sou eu. Você é... Max, certo? Algo assim. Ouvi o que ele disse sobre os monstros e dei uma risada. É, de certo não eram grande coisa já que ninguém no acampamento se feriu por culpa deles fora da floresta. De todo modo eu estava meio alerta. Nunca vim aqui, estou conhecendo mais o acampamento depois do tempo que fiquei no chalé depois de... depois de fugir dos Caçadores. Respirei fundo. Ainda é estranho toda essa liberdade depois de tanto tempo em uma cela e acorrentada.

avatar
Lavínia Bones
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 5
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/11/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A floresta

Mensagem  Max Dracttor em Qua Nov 28, 2012 4:40 pm


Max Dracttor||Filho de Ares||Nível 10

Quando ela falou sobre os caçadores lembrei de Roxanne, ela só perdeu a memória por causa de um desses caçadores. Lembrei também do dia em que voltei ao acampamento sendo atacado por um dragão, me recordo muito bem que naquele dia vi um vulto que tinha uma forma humana. Provavelmente era um caçador:
-Sinto muito, deve ter sido difícil passar tanto tempo sendo torturada.-Dei um passo a frente.-O que você sabe sobre esses caçadores?-Perguntei afim de coletar informações.
avatar
Max Dracttor
Semideus

Mensagens : 250
Pontos : 1526
Reputação : 10
Data de inscrição : 02/09/2011
Idade : 25
Localização : acampamento meio-sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Lavínia Bones em Qua Nov 28, 2012 6:54 pm


Lavínia Bones x Ares x 00

Meu rosto ficou sério. As lembranças das torturas e dos dias dentro da prisão me vieram em mente. Apesar do jeito que eu lidava com tudo, não era nada fácil ficar lá dentro. Eu apenas ouvia as poucas conversas que conseguia ouvir, coletava informações com os outros prisioneiros com quem conseguia conversar sobre a situação do lado de fora quando foram pegos. Eles são bem armados e treinados, e quando digo bem, quero dizer muito bem mesmo. Eles têm monstros aprisionados e treinam com eles, até mesmo conseguem domesticá-los para usarem em suas caçadas. E há semideuses entre eles. Alguns poucos a quem eles oferecem aliança. Bom tratamento, treino e uma chance de viver. São geralmente os mais poderosos, afinal, não podem perder a chance de possuir poder entre eles. E semideuses possuem ainda mais recursos como os dons herdados dos deuses para as caçadas. Fiz uma pausa, pensando em outras coisas da Sede que poderia contar. Pelo menos todo o tempo que passei lá não foi desperdiçado. Eles tem uma prisão dentro da Sede. As celas... São diferentes. Elas repelem qualquer poder dos semideuses. Os raios dos filhos de Zeus, águas de Poseidon, mortos e qualquer outra coisa de Hades... A força e luta de Ares. Falei olhando-o bem, enfatizando, afinal éramos ambos filhos de Ares e eu sei o quanto nossa força é inútil ali. Além disso acorrentam os semideuses. E eles possuem uma espécie de soro que causa dor e alucinações. É uma grande tortura que possuem, mas não é nada perto de outras coisas que podem fazer. Há uma galeria subterrânea na prisão, e acredite, nenhum prisioneiro retorna de lá... Exceto uma vez. Uma única vez. Uma garota, não me lembro de quem era filha. Loira, bonita, sotaque canadense. Talvez fosse até de Afrodite, não sei. Só sei que um Caçador levou-a lá, e de algum modo ela conseguiu sair depois de um bom tempo. E quando saiu, não estava nada bem. Andava cambaleando, fraca, e a cabeça sangrava. Deve ter batido em algum lugar. Não muito tempo depois que saiu ele veio atrás, também atordoado, mas isso não o impediu de soltar seu monstro atrás dela. Nem sei que fim ela levou, deve ter até morrido. Isso foi há uns três anos, no fim do ano creio eu.

avatar
Lavínia Bones
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 5
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/11/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A floresta

Mensagem  Max Dracttor em Qui Nov 29, 2012 12:53 pm


Max Dracttor||Filho de Ares||Nível 10

Ouvi atentamente cada palavra que ela dizia. Parecia que os caçadores não eram tão fácil de serem derrotados. Depois Lavínia começou a falar da tal garota loira e sotaque canadense, logo já sabia quem era. Agora tudo começava a fazer sentido, os caçadores prenderam Roxanne e então ela conseguiu escapar:
-Não, ela não morreu. Eu acho que conheço ela. Minha namorada, Roxanne chegou aqui a três anos. Ela é loira, alta e veio de Quebec. Tem uma pequena cicatriz na cabeça, e isso acabou fazendo com que ela perdesse a memória.-Fiz uma pausa, respirei fundo.-Acho que ela se encaixa na pessoa que você descreveu. Posso te pedir um favor? Você pode contar isso a Roxanne? Ela precisa saber disso talvez se lembre mais sobre seu passado.-Disse por fim.
avatar
Max Dracttor
Semideus

Mensagens : 250
Pontos : 1526
Reputação : 10
Data de inscrição : 02/09/2011
Idade : 25
Localização : acampamento meio-sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Roxanne De Lathus em Dom Dez 02, 2012 6:22 pm


Roxanne De Lathus • Filha de Eurínome • 01

Fazia um tempo que eu estava mais fechada em meu chalé, na verdade, desde aquele dia com Max e a patricinha. Eu ainda estava pensando em tudo aquilo e esperando que tudo se acalmasse dentro de mim, e realmente, eu havia me acalmado, mas ainda tinha receio de como agiria na frente dele depois desse tempo. Mas hoje, acordei pensando em sair de meu confinamento e tomar um ar fresco. Talvez não falar com ele, mas simplesmente respirar um pouco. Se o encontrasse, veríamos ali qualquer coisa. Levantei-me, tomei um banho, lavei a cabeça e coloquei as roupas mais frescas e leves que tinha e saí, pensando em fazer uma caminhada pela floresta. Adentrei-a e passei alguns minutos andando por entre as árvores. O clima hoje estava úmido e agradável, o que até fez surgir em mim um sorriso. Mas então comecei a ouvir vozes, e ao longe pude ver Max junto com uma garota morena que já vi algumas vezes pelo chalé de Ares. Me contar o que? Perguntei, me aproximando dos dois.

I could never be the same. It's something that I never could erase. I've lost myself in you.
avatar
Roxanne De Lathus
Semideus

Mensagens : 97
Pontos : 151
Reputação : 6
Data de inscrição : 06/11/2011
Idade : 25

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
1/10  (1/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Lavínia Bones em Dom Dez 02, 2012 6:26 pm


Lavínia Bones x Ares x 00

Primeiramente franzi o cenho com o que ouvi-lo dizer, mas logo depois arregalei os olhos e passei a ouvir suas palavras com mais interesse e atenção. Ela estava viva? Aqui? E namorava ele? Era coincidência demais para ser verdade. Acho que primeiro precisaria vê-la para ter certeza de que realmente é ela, mas as coisas que Max me dizia realmente faziam sentido. E então ouvi uma voz feminina atrás de nós e me virei, e então pude vê-la. Arregalei os olhos e meu queixo caiu enquanto ela se aproximava. É ela. Falei. Sem sombra de dúvidas é ela. Não me esqueceria facilmente do rosto da menina que conseguiu tal proeza.

avatar
Lavínia Bones
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 5
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/11/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A floresta

Mensagem  Max Dracttor em Dom Dez 02, 2012 6:42 pm


Max Dracttor||Filho de Ares||Nível 10

Me surpreendi com a chegada de Roxanne ali. Mas foi melhor assim, dessa maneira ela já saberia de uma vez por todas o que aconteceu com ela antes de chegar no acampamento. Fui até Rox e a puxei pela mão:
-Lavínia eu preciso que conte a ela tudo o que você me falou. Detalhe por detalhe.-Lavínia assentiu. Roxanne parecia um pouco confusa, mas essa expressão logo sumiria de sua face.
avatar
Max Dracttor
Semideus

Mensagens : 250
Pontos : 1526
Reputação : 10
Data de inscrição : 02/09/2011
Idade : 25
Localização : acampamento meio-sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Lavínia Bones em Seg Dez 03, 2012 6:26 pm


Lavínia Bones x Ares x 00

Assenti com um sorriso no rosto. Quem diria que eu encontraria novamente a garota que fugiu dos Caçadores debaixo dos narizes deles como se fossem idiotas mal treinados. Vou lhe explicar tudo. Mas então ouvi um som, não muito longe daqui. Engoli em seco e falei: Mas prefiro falar em um lugar menos cheio de monstros. Vamos sair daqui.

avatar
Lavínia Bones
Semideus

Mensagens : 13
Pontos : 5
Reputação : 5
Data de inscrição : 18/11/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Seg Dez 03, 2012 7:46 pm

oh sweetie, he's a psychopath, a pure insane


Estava sentado em uma das árvores, em um galho realmente largo e grande, em uma altura considerável até o chão, conseguindo aguentar facilmente meu peso. Não fora difícil subir nessa árvore, aparentemente fiz isso sem nenhum motivo, mas conseguia ver mais ao longe um mais da floresta, até alguns monstros e principalmente, se algum campista se aproximava. Aqui seria o lugar perfeito para matar alguém. Ninguém veria e quando descobrissem, provavelmente pensariam que foi um monstro, ou melhor ainda, isso se eles encontrassem o maldito corpo. Mais ao longe, despertando minha atenção, vi uma garota se aproximar. Um sorriso malicioso se abriu em meus lábios, afinal, ela não era uma garota qualquer.
Fiquei parado até vê-la chegar perto da árvore, e quando estava prestes a passar, me preparei e pulei atrás dela caindo em pé. Antes que ela pudesse se virar, segurei os ombros dela com força, impossibilitando-a de se virar por alguns segundos. Uma caçadora intrusa aqui. O que os campistas achariam disso, hein? - perguntei forçando a voz. - Hein Annie? Depois com ela se virando para mim e vendo a expressão dela, caí no riso. Não me reconhece? - apontei para meus cabelos agora escuros e depois para o corte na boca. - Vamos lá, é um belo disfarce e pode admitir que eu ainda continuo gostoso. Dei uma piscadela para ela.


avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Seg Dez 03, 2012 8:33 pm


"I'm waking up, i feel it in my bones. Love to make my systems go. Welcome to the new age, to the new age."

Então eu estava andando pela Florestm explorando mais o Acampamento. Mesmo na Sede, eu nunca gostara muito do bosque- fechado demais, pouca luz, longe do sol - alguma estanha razão que nunca soube. Mas, querendo ou não, eu precisava fazer isso. Carregava minha espada de cristal na mão, assobiando Seven Days Army baixinho quando senti alguém atrás de mim. Não deu tempo nem de me assustar ou virar a espada para a pessoa; ela já havia me prendido por trás. Arregalo os olhos quando ele diz aquilo. Será que haviam descoberto tão facilmente? Estou pronta para lutar quando ouço a palavra. Annie. Apenas Jace me chama assim. Será que podia ser ele...? Então ele me vira, mas quem eu vejo não parece ser Jace. É familiar, mas tem cabelos pretos e um longo corte no rosto. Franzo as sobrancelhas, tentando entender aquilo, até que ouço seu comentário irônico. Só podia ser ele. Jace? Os cantos dos meus lábios se controem para baixo em um leve sorriso. Então você veio mesmo. Achei que estivesse mentindo. Digo, e me permito sorrir. É bom ter alguém que eu conheça por perto. Entretanto, fico parada, sem saber muito o que fazer. Não é como se fôssemos nos abraçar e dizer como sentimos saudades. Só de pensar nisso me dá uma intensa e estranha vontade de rir. Mas observo-o. Ele realmente caprichou no disfarce, pintando o cabelo, subistituindo suas mechas loiras por algo mais castanho. Solto um riso baixo quando ele se auto-nomeia "gostoso", mas devo admitir que não está nada ruim. Na verdade, acabo tendo que desviar o olhar pois acho que fiquei encarando demais. Sim, ótimo disfarce, Jacy. Pronto para causar o caos no Acampamento? Sorrio. Tento não mostrar o ruborizo que pr eencheu meu rosto com sua piscada, mas meu sorriso se torna levemente malicioso. Talvez eu esteja levando esse negócio de filha de Eros sério demais.
Anne Laffite x Hunter x Stark, the strongs.

avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Qui Dez 06, 2012 6:08 pm

It was real, It was right. But it burned to have to survive. All that's left is all these ashes.





Fingi estar ofendido. — Eu não minto, Annie. – dei de ombros. – Eu apenas às vezes sinto a necessidade de oprimir a verdade. Olhei-a com um sorriso sarcástico, mas dessa vez, vendo-a realmente nos olhos. E agora podia notar claramente que ela também me observava, captando cada detalhe, absorvendo cada informação que conseguir minha. Então ela desvia os olhos. O sorriso se transformou num riso. — Eu nasci pronto, não precisa me fazer esse tipo de pergunta. – falei enquanto começava caminhar um pouco pela floresta, sempre com ela ao meu lado. – E você? Andando por aí de noite, numa floresta, onde têm vários tipos monstros? Fiz algo inesperado, jogando-a contra uma árvore e segurando seus pulsos, não a deixando escapar. Meu corpo e meu rosto foram cada vez mais se aproximando, e propositalmente deixando os lábios a centímetros de se tocarem, podendo ouvir a respiração dela claramente. Meus lábios foram direcionados até sua orelha esquerda. — Não tem medo? – sussurrei. – Não tem medo do que possa te acontecer?


avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Qui Dez 06, 2012 7:33 pm


"I'm waking up, i feel it in my bones. Love to make my systems go. Welcome to the new age, to the new age."

Ouvi seu comentário sobre eu estar andando sozinha. Soltei uma risada, revirando os olhos rapidamente. Eu sei cuidar de mim mesma, Jace. Falei. Lembrei então daquele dia quando eu fui atacada por um cão infernal dos caçadores. Aquilo sim era ironia, pois eu não soube cuidar de mim mesma. Eu mal tive tempo de ver o que tinha acontecido. Tudo bem, eu fui pega desprevenida - nossos monstros não costumam nos atacar sem nenhum motivo - mas eu deveria estar preparada para qualquer coisa. De repente, enquanto eu pensava nisso, algo aconteceu. Jace me empurrou para uma árvore, segurando meus pulsos. Minha espada caiu no chão, longe do meu alcance. Não havia como eu me libertar dele. Primeiramente, fiquei assustada, mas logo o medo foi substituído por... bem, eu não sabia o que sentia. Olhei para ele, encarando seus olhos, ouvindo apenas nossas respirações. Baixei o olhar. Seus lábios estavam tão perto que quase pensei que ele... não, ele não faria aquilo. Quando ele sussurrou no meu ouvido, tive que conter um arrepio. Por que, Deus, eu ficava tão estranha perto dele? Era a única pessoa que eu não conseguia ficar firme. Eu sempre soube esconder minha personalidade, parecer forte e como uma caçadora, mas, junto dele, parecia que nada disso adiantava. Não tenho medo. Respondi, também em um sussurro, encarando seus olhos. Eu sei que você não faria nada contra mim. Completei, e rapidamente pensei, ali, tão perto dele e desarmada, se isso era verdade ou não.
Anne Laffite x Hunter x Stark, the strongs.

avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Qui Dez 06, 2012 8:22 pm

It was real, It was right. But it burned to have to survive. All that's left is all these ashes.





Soltei um riso sarcástico. — Você não pode saber que não está com medo. – falei. – Não até realmente provar sua coragem. Era um jogo, e eu estava a testando. Eu podia ver, por mais que ela quisesse esconder, o turbilhão de emoções que se misturavam e a confundiam dentro dela. Eu apenas não podia dizer que emoções eram aquelas. Não sorria mais. — Você sabe? – perguntei em tom desafiador. – Você não sabe nada de mim. Ninguém sabe. Fiquei por um determinado tempo a encarando, sem falar nada, até levar a boca novamente até seu ouvido e sussurrar: — Você tem medo de mim? – perguntei deixando os lábios correrem pela sua pele, indo em direção aos seus lábios. – Ou então irá querer provar sua coragem agora? Não esperei sua resposta e deixei meus lábios tocarem os dela.


avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Sex Dez 07, 2012 4:26 pm




Anne Laffite, Hunter

- - - -Jace estava cada vez mais perto agora. Não tenho ideia da reação que ele estava tentando tirar de mim, com tudo aquilo que dizia. Talvez ele realmente quisesse que eu sentisse medo? Ou talvez apenas aumentasse o ego de misterioso dele? Eu não sabia. Na verdade, nem entendia direito como eu estava me sentindo. Acompanhava o com o olhar, arfando com a proximidade, observando quando sorria e quando não. Notei quando seu tom de voz havia mudado, e ele, mais uma vez, sussurrou no meu ouvido. O que diabos ele estava tentando fazer com aquilo? Arg, Jace, não sei se você me faz te adorar ou te odiar ainda mais cada dia que passa. – Não, eu não tenho medo de você. – Repeti, procurando seus olhos. Queria que encontrasse meu olhar e entendesse que não tinha medo de encará-lo. Encarar alguém é um sinal de desafio, e isso provaria que eu não estava com medo. Então, ele fez algo estranho. Começou a passar os lábios pela minha pele. Por onde eles tocavam, deixavam uma sensação de formigamento. Senti calafrios. Isso, definitivamente, não era uma situação que eu me imaginária passando com ele. Parecia mais que eu havia entrado no corpo da Anastasia, do Cinquenta Tons de Cinza, e Jace fosse Christian Grey. Pensei se ele gostaria de ser comparado àquele personagem. Mas você gosta, né, Anne? Perguntou aquela voz na minha cabeça, soltando uma risada. Ignorei. Não houve tempo nem de eu tentar afastar Jace ou responder alguma coisa, seus lábios já haviam tocado os meus. Uma sensação estranha passou pelo meu corpo. A partir daquilo, cada segundo pareceu uma eternidade. Senti o formigamento nos lábios, um arrepio pelo corpo inteiro. Milhões de mini-Annes corriam pelo meu cérebro, agitando os braços para cima como se não soubessem mais o que fazer. Apenas agora, quando esse beijo finalmente aconteceu, que percebi o quanto desejava isso. Quis correspondê-lo, mas não podia dar a ele esse gosto. Não depois de tudo isso que ele estava fazendo, brincando comigo. Então, mesmo ao se passar no máximo uns três segundos, eu consegui me soltar, e dei um tapa com toda a minha força na sua cara. – O que diabos foi isso? – Quase gritei, irritada. Senti a força do tapa voltar na minha mão, que havia ficado até mesmo vermelha. A sua reação, pelo menos, foi boa, contando com o fato que parte - - de mim gostou de ter sido beijada. Ele olhava atônito para mim.

Stark, the strongs; Level 00

Thanks, Thiago Leveck.
P.s. pra quem quer saber como foi o tapa da Anne, vejam clicando aqui, a partir do minuto 1:17.


Última edição por Anne Laffite em Sab Dez 08, 2012 9:33 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Sab Dez 08, 2012 3:22 pm

I blame it on my own sick pride
this is how an angel dies

Nossos lábios finalmente estavam juntos, e a diversão estava realmente começando. Eu teria continuado, se não fosse por ela ter conseguido ser esquivar e depois, me pegando de surpresa, dando-me um puta tapa na cara. Ela gritou, mas eu só conseguia prestar atenção nas coisas girando a minha volta. Depois de um tempo, conseguido me recuperar do tapa e com a mão na área avermelhada em minha face, sentindo cada célula dali ardendo em chamas. — O que diabos foi isso? – repeti retomando o sorriso sarcástico, porque afinal, de ironia e sarcasmo eu tenho um estoque infinito. – Isso foi um beijo, Anne. É algo novo para você? Podia sentir que se não controlasse minha língua receberia outro tapa. Esse pensamento me fez sorrir mais ainda, mas eu tinha que continuar com o jogo. Meu rosto tomou uma expressão sombria e me aproximei perigosamente dela, mas não me arriscando tanto quanto antes, digamos... mais cauteloso, mas ainda ameaçador. — Você tem sorte por não ter sido outro Caçador. – falei estreitando os olhos. – Eles teriam revidado.



maybe I'm a different breed, maybe I'm not listening
so blame it on my A.D.D. baby
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Dom Dez 09, 2012 6:03 pm




Anne Laffite, Hunter

- - - -E ele continuava com aquele sarcasmo. Se era pra me irritar, estava conseguindo. – Eu sei o que é um beijo, idiota. – Murmurei irritada. Só não sei o que você está querendo com tudo isso. Respirei fundo, saindo de perto da árvore, até que algo me passou pela cabeça. Será que ele havia me achado "infantil" ao ter fazer aquilo? Agindo daquela maneira ao me recusar o beijo e como estava reagindo? Com aquele sorriso dele, eu não conseguia saber no que pensava. No fundo, talvez ele até soubesse que eu queria aquilo. Mas eu não poderia dar aquele gosto a ele. Não enquanto ele achar que é tudo uma brincadeira. Pude ver em seus olhos que parecia meio decepcionado, lá no fundo, por eu não ter continuado com o beijo. Outro dia, Jace. Não se preocupe, pensei, com um leve sorriso. Então, ele continuou tentando fazer com que eu o "temesse". Pelo menos, era o que parecia. Aquilo me fez me irritar um pouco mais. Bufei, pegando a minha espada, caída no chão. Então, tive uma ideia. Me virei para ele, encarando-o, percebendo que ele havia se aproximado de mim. Sua expressão, postura, a maneira como falava e me olhava; tudo parecia ameaçador. Realmente, seu eu não conhecesse, pensaria duas vezes antes de fazer qualquer coisa. Mas eu o conhecia. Ou, pelo menos, achava que sim. – Então por que não revida, Jacy? – Falei, segurando minha espada com mais força, mesmo que ainda abaixada. – Será que não é você que está com medo? – Um sorriso irônico surgiu no meu rosto. Claro que eu sabia que ele não - - - - estava com medo. Falava aquilo apenas para provocá-lo.

Too high, can't come down

Losing my head, spinning round and round.
Do you feel me now?


Última edição por Anne Laffite em Seg Dez 10, 2012 7:51 pm, editado 4 vez(es)
avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Seg Dez 10, 2012 6:56 pm

Jace Salvatore - Hunter
Eu ri com suas palavras. Então, ela era mais forte do que eu imaginava. Fiquei encarando-a por um tempo, sem ousar abrir a boca, apenas analisá-la por alguns minutos mais uma vez. Estava mais uma vez com a espada nas mãos, provavelmente para me assustar e não se aproximar mais. — Fiz do medo um amigo meu. – falei com um vestígio de sorriso, fazendo-a me olhar no rosto e aproveitando esse pequeno momento de distração, peguei com força o pulso da mão que segurava a espada de cristal. Segurei o outro pulso com a mesma força, encurralando-a contra uma árvore novamente, mas sem a pouca delicadeza de antes. Fiz um movimento rápido e consegui pegar o cabo da arma, na primeira chance jogando-o longe, o vendo cair perto de uma árvore mais distante. E agora, com as mãos livres, segurei o pescoço dela. Não a ponto de estrangulá-la, nem com muita força, mas o gesto foi tão inesperado e estranho em si que nem precisaria para surpreendê-la. — Você quer mesmo que eu revide? – fiz da minha pergunta um sussurro rouco, encarando-a nos olhos, erguendo as sobrancelhas pintadas de castanho. Não esperei sua resposta, apenas coloquei mais um pouco de pressão em minhas mãos sobre o pescoço dela e depois tirei as mãos depressa, afastando-me lentamente dali. Então Anne não pode ser manipulada tão facilmente, pensei olhando-a de relance. — Não me subestime, Anne. – disse pegando sua espada e jogando-a logo em seguida para ela. – E não ache que sabe ou soube algo sobre mim. – repeti, logo em seguida virando as costas para ela. – E o mais importante: não me desafie.
The stars begin to fall, escape plans on your bedroom wall, through your window an open sky... I wish I could fly
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Seg Dez 10, 2012 9:13 pm




Anne Laffite, Hunter

- - - -Continuei encarando seus olhos castanhos, sem hesitar. Minha postura continuava firme, rígida, enquanto o ouvia. Quando ele fez aquele movimento, percebi que, por enquanto, Jace detinha o controle da situação. Logo eu já estava na árvore novamente, sem a espada, suas mãos no meu pescoço. Nossa respiração estava próxima novamente, mas, dessa vez, eu sentia tensão no ar. Fiquei levemente surpresa com sua reação mas, apesar disso, dei um sorriso, que ficou ainda maior quando ele apertou meu pescoço mais forte. Apesar da minha respiração estar um pouco entrecortada, eu sabia que ele não usava sua força total no gesto. Enquanto ele falava, continuei sorrindo e encarando-o, sentindo apenas o toque dos dedos quentes dele na minha pele gelada. Então, ele me soltou, virando-se de costas. Arqueei as sobrancelhas quando ele me devolveu a espada, ouvindo suas palavras e percebendo que agora estávamos no meio da noite. A lua cheia brilhava no centro do céu, o que revelava ser por volta da meia noite, iluminando todo lugar. Mas o que eu estava notando é como Jace havia se deixado desprevenido. Estava sem arma e devolvera a minha; virara de costas e parecia até calmo. Séria um ótimo momento para pegá-lo por trás. Então percebi: era isso que ele esperava. Que eu ficasse confiante o suficiente para abaixar a guarda e ir até ele. Senti os cantos da minha boca indo para baixo quando tive uma ideia. Fui me aproximando dele, a espada em punho, fingindo estar indo atacá-lo. Pude perceber que ele havia me ouvido quando se virou, preparado para se defender, mas eu já sabia que esse seria seu movimento. Desviei facilmente, indo para trás dele. Enquanto ainda ele estava confuso, fiz um corte leve em suas costas, e chutei-o para frente. Me agachei indo até ele, antes que tivesse a chance de se levantar, colocando a espada no seu pescoço. Virei se corpo para cima, para que me encarasse bem nos olhos, agora que eu estava com o domínio da situação. E eu não era tão calma quanto ele. — Jace, Jace, Jace... Se eu não soubesse como seu ego é do tamanho da Lua, diria que você subestima muito seus oponentes. — Murmurei, com um sorriso estranho nos lábios. O luar iluminava nossos dois rostos, deixando os olhos dele mais verdes, e os meus, mais acinzentados. Forcei um pouco mais a espada contra sua garganta, vendo algumas gotas de sangue saírem. O líquido era mais escurecido e brilhante nesse ponto da noite. Coloquei minhas pernas entre as dele, prendendo-o ainda mais no chão.— Posso não saber tanto sobre você, mas você também não sabe nada sobre mim. Sinceramente, você deveria me dar um pouco mais de crédito. — Falo, sentindo meus olhos brilharem enquanto vejo como Jace estava desprotegido agora, ao meu domínio. Meu corpo estava sobre o dele, os rostos a centímetros de distância. Se não houvesse uma arma entre nos dois, - - a situação poderia estar indo a um caminho bem diferente.

Too high, can't come down

Losing my head, spinning round and round.
Do you feel me now?
avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Ter Dez 11, 2012 2:04 pm

Jace Salvatore - Hunter
A lâmina entrando em minha carne e o chute me pegaram desprevenido, fazendo meu corpo cair pesadamente com um baque surdo, os olhos arregalando-se levemente. Então ela me virou para que eu a encarasse. Se não estivesse tão surpreso, estaria gargalhando nesse momento, me deliciando com toda aquela situação louca. — Talvez. – respondi balançando um pouco a cabeça. – Por quê? Eu te subestimei, Anne? Olhei para o sorriso dela. E não aquele sorriso fofo dela. Era algo mais... ameaçador? Isso me fez lembrar de algo e um sorriso brotou em meus lábios também. — Anne? Agressiva? – repeti tudo que disse naquele dia, no mesmo tom, na mesma ironia. – O que aconteceu com aquela garota fofa? O material frio pousou em meu pescoço, botando um pouco de pressão depois, fazendo uma pequena trilha sanguinolenta escorrer pelo meu pescoço. Nunca subestime seus inimigos, dizia meu pai. Meu sorriso sumiu ao pensar nele. — Tudo bem, Annie. – falei tentando afastar meu pai de minha mente, rendendo-me. – Eu te subestimei. Está satisfeita? E ela não parecia satisfeita. Ou não tanto assim como eu esperava que ela ficasse. Passei a prestar atenção em outras coisas, como em seu corpo, mais uma vez perto do meu. E dessa vez, não era eu que tinha causado isto. Isso me fez rir, sentindo mais pequenas gotas escarlates saírem de mim e percorrem meu pescoço. — Eu te subestimei. – repeti abrindo um sorriso de orelha a orelha. – Mas agora, não me negue: você adora sentir a minha temperatura, sentir meu corpo colado ao seu, sentir nossos rostos a centímetros de se tocarem. Ri mais uma vez, não se importando em ter ido longe demais. — Se não gosta realmente de mim como diz, teria enfiado essa espada na minha garganta até o fim. – falei sério, encarando-a nos olhos. – Ou tudo o que disse até agora não passa de besteira? Vamos, Anne. Seja sincera comigo e consigo mesma. Assuma que não faria nada realmente contra mim ou me corte a garganta agora mesmo.

The stars begin to fall, escape plans on your bedroom wall, through your window an open sky... I wish I could fly
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Anne Laffite em Qui Dez 13, 2012 1:45 pm

And there's no remedy for memory
Your soul is hunting me and telling me that everything is fine, but I wish I was dead

"Anne? Agressiva? Cadê aquela garota fofa?" Lembrei-me da Invasão quando ele disse aquelas palavras, e sorri. — Como eu disse, Jace, você também não sabe nada sobre mim. — Sussurrei em resposta. Meu sorriso aumentou quando ele finalmente admitiu que havia me subestimado. Ri. — O dia que Jace Salvatore finalmente admitiu que estava errado em algo. Nunca pensei que viveria para ver isso. — Comentei, olhando-o, sem afrouxar a espada. Jace, então, soltou aquele comentário sobre como eu adorava estar perto dele. Dei uma risada, tirando a espada de seu pescoço e começando a passar pelo seu rosto. Uma fina lina de sangue brotou de onde a lâmina encostava, fazendo um pequeno "x" em sua bochecha, mas não era nada muito fundo. — Cuidado com o ego, Jace. — Repeti, sem realmente respondê-lo. — Algum dia ele irá acabar te matando. — Proferi, até que ele ouvi suas palavras pedindo para que eu o matasse. Encarei-o. Ele sabia que eu não o mataria, se não não estaria tão confiante de si mesmo. Fiquei em silêncio por um tempo, observando-o, até que me levantei, estendendo a mão para ajudá-lo a levantar. — Matá-lo? Sério mesmo? E perder toda a diversão que teremos por aqui? Não quero ser estraga-prazeres. — Respondi, com um sorriso brincando nos lábios. Enquanto falava, eu rodeava-o, até parar novamente na sua frente. — E, além disso, eu não gostaria de enfrentar a ira da Vossa Santidade Jonathan Salvatore Chefe dos Caçadores. — Acrescentei, lembrando de como ele se referira ao próprio tio antes de eu vir para o Acampamento. Pude ver um traço de um sorriso nele. — Apesar de que eu faria um grande favor ao mundo se te matasse, mas... — Balancei os ombros, deixando que ele completasse a frase como quisesse. Virei meu corpo, disposta a voltar pelo caminho que eu viera, quando tive uma ideia. Parei, virando e olhando para ele novamente. Ele continuava lá, parado, com o seu típico sorriso irônico. — Na verdade, Jace, não minta, mas você também gosta de me ter perto. — Falei, arqueando as sobrancelhas. — Aliás, foi você que estava me espionando, foi você que nos juntou naquela árvore e foi você que tentou me beijar. — Abri um sorriso irônico, dando uns passos a frente, até ficar cara a cara de novo com ele. — Da próxima vez que a gente se ver, tente não confundir seus sentimentos, Jacy. — Ri. Então, eu fiz algo que surpreendeu até a mim mesma. Aproximei meu rosto do dele e toquei nossos lábios, mas bem diferente da primeira vez, beijando-o de verdade. Não durou mais que alguns segundos, até que me afastei, indo, finalmente, embora.

Anne, Hunter, Stark - the strongs

avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jace Salvatore em Dom Dez 16, 2012 3:22 pm

I blame it on my own sick pride
this is how an angel dies

— É, parabéns. – falei deixando um vestígio de amargura no meu tom de voz. – Não é todo dia que se vê o Jacy aqui falando que estava errado. E então ela falou aquilo sobre ego. Quis soltar uma risada disso. Eu já estou morto por dentro, garota. — Ninguém gostaria. – soltei como um resmungo, mas ainda possuía um sorriso dolorido em meus lábios. – De todo modo, essa sua reação não me surpreende. E nem queira esconder o verdadeiro sentido de tudo isso com palavras irônicas. Não sabia exatamente o que estava falando, apenas juntava palavras na cabeça e vomitava todas elas pra fora em uma tentativa um pouco desesperada de me defender. Afinal, se não podia empunhar uma espada igual ela segurava, ainda tinha minha língua para atacá-la. Então ela falou que também gostava de tê-la por perto. Tentei não rir com isso. — Eu nunca disse que não gostava de te ter por perto, Anne. – dei de ombros. – E eu não estava te espionando, apenas estava em cima da árvore no momento em que você chegou e aproveitei a chance para dar um olá. Afinal, quem em sã consciência perderia a chance de te irritar? “Tente não confundir seus sentimentos”. Eu não sei por que, mas aquilo me deixou irritado e antes que eu tivesse tempo de abrir a boca para xingá-la, por exemplo, ela me beijou. Dessa vez, não fora eu. E sim ela. E foi embora. Fiquei por alguns segundos parado no chão, uma expressão estranha no rosto, mas ainda sim extremamente sério. Não sabia o significado disso, e isso me atormentava. O meu beijo fora uma brincadeira, mas não esperava que ela fosse levar sério demais. E isso me fez pensar, pensar sobre o assunto muito mais do que gostaria. Então, com a mente martelando e os pés começando a pesar como chumbo, comecei a correr para fora da Floresta.



maybe I'm a different breed, maybe I'm not listening
so blame it on my A.D.D. baby
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Sophie Blanc Campbell em Dom Dez 16, 2012 5:35 pm

Life isn't made by a moment
It's made by a lot of them

Enquanto eu estava ali, na floresta, era difícil não lembrar de todos os momentos bons e ruins que passara naquele lugar. Não só eu, como todo o Acampamento. Lembrei-me especialmente de meu sequestro, enquanto escalava uma árvore um pouco alta, milagrosamente sem me importar com o estado em que minhas roupas ficariam, ou com meu cabelo e unhas. Apenas com o modo como queria me afastar de tudo e todos, apenas por um pequeno espaço de tempo.

Sophie Blanc Campbell, daughter of Aphrodite
avatar
Sophie Blanc Campbell
Semideus

Mensagens : 912
Pontos : 877
Reputação : 14
Data de inscrição : 18/01/2011
Idade : 27
Localização : Camp Half-Blood

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Jeremy Lightwood em Dom Dez 16, 2012 8:56 pm

Depois de falar com Kate e Alex no Chalé, o correto seria eu já pensar sobre a festa, mas, naquele dia, queria apenas relaxar um pouco. Acabei indo caminhar na Floresta, mesmo já estando escurecendo. Suspirei. Talvez o Acampamento tinha sido boa coisa, afinal. Só esperava que Zoey parasse de me ignorar e me explicasse algumas coisas. Ela parecia tão determinada a descobrir o que houve com nossa mãe... Parei meus pensamentos ao ver alguém na minha frente. Um sorriso surgiu no meu rosto quando reconheci e fui caminhando até ela. Sophie! Não disse que nos encontraríamos de novo? Disse, chegando bem perto dela, sorrindo.
I'll be the one who takes all the blame, going down in flames.
avatar
Jeremy Lightwood
Semideus

Mensagens : 23
Pontos : 1
Reputação : 6
Data de inscrição : 20/05/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Floresta

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 19 de 21 Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20, 21  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum