Os Olimpianos RPG
Faça seu login ou inscreva-se para jogar conosco. Antes de se inscrever, tenha certeza de ler todos os links da Central e obedecer todas as regras até a ficha de inscrição. Agradeço a atenção.

Área dos Chalés

Página 14 de 16 Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte

Ir em baixo

Área dos Chalés

Mensagem  Administração em Qui Jul 14, 2011 4:52 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Todos os chalés estão distribuídos em um formato de uma letra grega ômega Ω e todos dão para uma área mais ou menos do tamanho de um campo de futebol, pontilhada de estátuas gregas, fontes, canteiros de flores e um par de cestos de basquete. No centro do campo há uma enorme área de pedras com uma fogueira. Mesmo de dia, o fogo ardia de modo lento.



Última edição por Narração/Administração em Qua Jul 27, 2011 11:22 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Administração
Admin

Mensagens : 462
Pontos : 7073
Reputação : 73
Data de inscrição : 16/01/2011
Localização : Ribeirão Preto, SP

Ver perfil do usuário http://osolimpianosrpg.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Ter Dez 11, 2012 12:55 pm

"Losing him was blue, like I'd never known. Missing him was dark grey, all alone."
"Forgetting him was like trying to know somebody, you never met. But loving him was red. Loving him was red!"


Estava saindo do chalé quando a porta se abriu e me deparei com Samantha, a última pessoa que eu desejava ver nesse momento. Como explicaria à ela meus motivos para ir atrás de Hanna? Eu teria que inventar um logo, antes que ela chamasse a atenção de todo o acampamento. Saindo do chalé e segurando o braço dela, olhei profundamente em seus olhos cinzentos. Ei, Samantha! Pare, pare, não é nada disso, nada disso! Gritei, segurando-a mais forte, então baixando o tom de voz: Vou atrás e Hanna, ela ... ela fugiu do acampamento. Eu não sei o porquê, só sei que está na casa de seus pais. Eu vou busca-la e vou voltar Samantha. Não vou te abandonar. Não vou te obrigar a isso de novo. Só preciso buscar Hanna e você precisa ficar aqui, cuidando de uma pessoa para mim. Não era minha real intenção, mas sentia-me culpado pelo estado da loura na enfermaria e sentia medo de machucar Samantha, portanto, aquela desculpa veio bem a calhar. Ela me salvou e quase perdeu a vida por isso. A garota está na enfermaria, ainda desacordada, é loura e tem ar angelical. Preciso que você... Foi nesse momento em que ouvi uma movimentação e procurei o motivo com os olhos. E encontrei Alexa. Engoli em seco, sem conseguir tirar os olhos dela. Ela estava ali, diferente, parecia... abatida. E não estava sozinha. Não sei bem o que foi, mas me senti irritado com a presença daquele outro garoto que eu nem conhecia. Meus olhos não eram capazes de desviar dos dela, mesmo a metros de distância.

avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Alexia Lignière Turner em Qua Dez 12, 2012 1:16 pm





Alexa Turner Ananke
Meninas boas escrevem em seus diários. Meninas más nunca tem tempo. Eu? Eu só quero viver minha vida e lembrar dela, sem ter que escrever nada!
Eu me esquivei na sombra de Seth, minha expectativa era esconder-me, em vão aquilo fora. Meu sistema nervoso ingressara em uma desordem só, não sabia o que bem fazer naquela ocasião importuna. Deveria passar direto como não tivesse visto-o? Ou poderia correr voltando ao meu chalé? Ambas não iria levar-me a lugar nenhum, eu deveria superá-lo como superei diversas coisas. Era tarde demais, ele já havia me avistado com Seth, o incomodo não poderia ser menor. Eu olhei para Seth, estava duvidoso, eu percebia porque, minha conduta mudara rapidamente, o que estava subentendido no chalé estava bastante esclarecido com o estupor de minha face. — Apenas conheço o jovem. — fui rápida e curta com Seth, realmente não conhecia a jovem que acompanhava Tyler. Todavia, ambos tinham um brilho nos olhos semelhante, um arrepio passara em minha espinha ao escutara um nome indesejável no recinto. Hanna,Hanna, parecia que ele estava atrás da determinada garota, de acordo com o que escutara. Tentei manter-me firme, pois eu deveria, não fazia mais parte de sua vida, o máximo que poderia ser era uma invenção do passado, uma vez que ele estava em um relacionamento com Hanna. — Vamos embora? — eu perguntei a Seth com um repentino desespero.



avatar
Alexia Lignière Turner
Semideus

Mensagens : 124
Pontos : 5
Reputação : 10
Data de inscrição : 07/08/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Samantha Chloë Brontë em Qua Dez 12, 2012 5:56 pm


Sometimes hide things. For precision, not by ... wickedness.

... Acalmei-me aos poucos conforme ele ia falando. Voltaria, era só o que importava. Mas então me preocupei por Hanna: por quais motivos ela havia fugido do acampamento? Porém, por Tyler informar-me de que também não sabia os motivos, achei melhor não reforçar a pergunta que ele mesmo deveria estar se fazendo repetidamente. Logo, porém, ele me informou de coisas novas. Então era assim, ele saía do acampamento e para me impedir de ir atrás me pedia para cuidar de uma desconhecida? Estava muito enganado se achava que eu faria sem hesitar. Já ia apontar o quão sem nexo aquele pedido era quando ele interrompeu sua fala e fitou incansavelmente um casal à alguns metros, sem nenhuma outra explicação. Sutilidade é bom e geralmente as pessoas gostam, Tyler , pensei comigo mesma. Tyler. Sussurrei para ele, tentando evitar olhar para o casal a frente. Mas ele não me ouvia. Tyler! Falei um pouco mais alto. Quem são eles, Tyler? E por que você não para de olhar para aquela garota? Perguntei, temerosa.

Samantha Brontë ✥ Daughter of Hephaestus ✥ Level 07


We love you, Emily Ray!

avatar
Samantha Chloë Brontë
Semideus

Mensagens : 84
Pontos : 744
Reputação : 9
Data de inscrição : 08/06/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
6/10  (6/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Qua Dez 12, 2012 6:17 pm

"Losing him was blue, like I'd never known. Missing him was dark grey, all alone."
"Forgetting him was like trying to know somebody, you never met. But loving him was red. Loving him was red!"


Demorei algum tempo para perceber Samantha me chamando, estava concentrado em Alexa. Seus olhos, seu corpo, a tensão presente em sua ações e acima de tudo o modo como ela interagia com o garoto. Não, não era ciúme. Era... bem, qualquer coisa menos ciúme. Eu havia partido o coação de Alexa e portanto deveria deixa-la viver sua vida, de preferência sem eu por perto para machuca-la ainda mais. Mas mesmo assim uma parte de mim clamava por afastá-la dele e abraça-la com toda a força, ignorando Samantha ou o garoto. Mas entre o que eu queria fazer e entre o que eu podia, havia uma enorme diferença Voltando a mim, percebi Samantha quase espumando de raiva. O que eu diria a ela? Estava saindo para procurar minha namorada e de repente me encantava com minha ex? Não, não podia lhe contar a verdade. Mas talvez a outra alternativa não era mentira completa. Quando cheguei aqui estava meio perdido, magoado, triste. Ela me ajudou com tudo. Foi uma ótima amiga para mim e eu realmente não tenho palavras para agradecer. Infelizmente eu acabei cometendo alguns erros e a afastei de mim. Queria poder me reaproximar dela, mas já não é mais possível. Seu nome é... Bella, Bella Turner. Deveria falar com ela, talvez ela pudesse te ajudar também. Finalizei, na esperança de que aquilo resultasse no que eu esperava.

avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Alexia Lignière Turner em Qua Dez 12, 2012 6:32 pm





Alexa Turner Ananke
Meninas boas escrevem em seus diários. Meninas más nunca tem tempo. Eu? Eu só quero viver minha vida e lembrar dela, sem ter que escrever nada!
Puxei Seth pela mão, fazendo um esforço para movê-lo e sair daquele recinto desconfortável. Eu virei minha atenção toda para Seth, sabia que ignorar era a melhor coisa para fazer-se quando você está com o âmago totalmente destroçado. — Vamos, eu não quero ficar aqui. Vamos! — era uma raridade, mas minha postura mudara para uma que nunca havia conhecido. Minha tonalidade era autoritária e um tanto grosseira. Porém, as coisas não faziam o favor de facilitar para o meu lado, Seth não proferia palavra alguma. — Se preferir ficar, fique. Mas não quero ficar aqui. — lhe disse com irritação na face e com o tom de voz um pouco alto. Em rápido instante já havia dado um giro de 360º e finalizando dando uma olhadela de soslaio para Tyler.




avatar
Alexia Lignière Turner
Semideus

Mensagens : 124
Pontos : 5
Reputação : 10
Data de inscrição : 07/08/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Seth Menth Donavan em Qui Dez 13, 2012 8:22 am

Seth Menth Donavan ~~ Filho de Hades ~~vel 10



Fitei-a lentamente enquanto basicamente tentava sair do lugar e levar-me junto, logo voltei minha atenção para o casal que novamente discutiam, mas dessa vez o garoto apenas encarava incansavelmente Alexa, e ela o mesmo por alguns instantes antes de se alterar. Não era comum a ela ficar tão eufórica, sempre calma essa era minha parte na nossa vida. –Eu não quero ir, e acho que você também não. Quem ele é? Questionei-a sem um pingo de preocupação com seus sentimentos melodramáticos e esperei sua resposta atentamente, a curiosidade havia vencido-me, queria saber que papel aquele garota exercia na vida de Alexa, e principalmente descobrir se ele que fizera a garota que agora virara uma semideusa ficar em seu estado depressivo.


"E você esperava que as coisas fossem fáceis. Aí cresce e é obrigado a perceber que nada é simples quando se é adulto."
avatar
Seth Menth Donavan
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 1380
Reputação : 5
Data de inscrição : 15/10/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Samantha Chloë Brontë em Qui Dez 13, 2012 12:00 pm


Sometimes hide things. For precision, not by ... wickedness.

... Bella Turner? Que tipo de nome é esse? Enfim, não era de minha conta discutir a sonoridade dos nomes das outras pessoas, Ainda mais de uma que for a tão importante para Tyler. Eu sinto muito. Mesmo. Mas acho que ela se sente um pouco incomodada com isso. Findei, arqueando uma sobrancelha. Era triste ter que informa-lo daquilo, apesar de ser tão óbvio que eu até duvidava se ele já não sabia. Talvez eu a procure e talvez cuide da tal garota loura, mas... se você quer mesmo encontrar Hanna, é bom não demorar muito. Preciso ver você feliz. E da minha melhor amiga também.

Samantha Brontë ✥ Daughter of Hephaestus ✥ Level 07


We love you, Emily Ray!

avatar
Samantha Chloë Brontë
Semideus

Mensagens : 84
Pontos : 744
Reputação : 9
Data de inscrição : 08/06/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
6/10  (6/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Tyler Brontë em Qui Dez 13, 2012 12:03 pm

"Losing him was blue, like I'd never known. Missing him was dark grey, all alone."
"Forgetting him was like trying to know somebody, you never met. But loving him was red. Loving him was red!"


Por mais que Samantha fosse minha irmã e eu a amasse, ouvi-la falando daquele jeito me irritava. Ela estaav enganada, muito. Hanna não me fazia feliz. Bem, pelo menos não Hanna em si. O bebê me alegrava, ela apenas acabava com o que eu tentava construir. Acabou com Alexa. E com a mente de Samantha. E, agora, estava tentando acabar com o bebê. Mas não conseguiria, não mesmo. Tudo bem, você tem razão. Acho melhor procura-la. Apenas... converse com Bella. Mas não fale de mim, ela pode se entristecer. E vê-la triste é a última coisa que eu quero. Findei, olhando uma última vez para Alexa, que parecia bem alterada. Virei-me para Samantha e a abracei, beijando sua testa e prometendo que logo voltaria. Depois de me despedir de Samantha me virei para Alexa e suspirei, com a tristeza evidente em meus olhos. Foi meu modo de dizer adeus. Depois peguei minha mochila e me despedi novamente de minha irmã, tomando rumo para o portão de entrada.

avatar
Tyler Brontë
Semideus

Mensagens : 227
Pontos : 1408
Reputação : 13
Data de inscrição : 20/07/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Alexia Lignière Turner em Sab Dez 22, 2012 5:51 pm





Alexa Turner Ananke
Meninas boas escrevem em seus diários. Meninas más nunca tem tempo. Eu? Eu só quero viver minha vida e lembrar dela, sem ter que escrever nada!
Revirei os olhos um pouco frustrada com a reação de Seth, parecia não se importar um pouco comigo. Por aquela razão, dei de costas e fui traçando um caminho para a volta do chalé 27, preferia não permanecer naquela ambiente, porém havia percebido que Tyler estava tomando rumo do mesmo, igual a mim. Não pensei em coisa alguma, apenas fui voltando para o chalé, Seth havia ferido meu ego e eu encontrava-me em um estado que não podia decorrer a pessoa alguma.



avatar
Alexia Lignière Turner
Semideus

Mensagens : 124
Pontos : 5
Reputação : 10
Data de inscrição : 07/08/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Seth Menth Donavan em Sab Dez 22, 2012 8:57 pm

Seth Menth Donavan ~~ Filho de Hades ~~vel 10



Observei tudo que acontecia no local e por questão de segundos percebi o garoto que Alexa encarava abandonando o local e deixando a garota com quem falava um tanto curiosa em relação a mim e Alexa, talvez a apenas a Alexa ao tinha certeza quanto a isso, por via das duvidas eu impedi que Alexa entrasse para o seu chalé novamente e continuasse com seu melodrama, vi que a ruivinha do outro lado do ambiente agora aproximava-se de nós e contive a vontade enorme de rir do desconforto de Alexa. –Acho que ela não morde, conversem, você precisa de amigas. Falei carregando um sorriso maligno em minha face enquanto encarava a semideusa ao meu lado e logo abandonei o recinto.


"E você esperava que as coisas fossem fáceis. Aí cresce e é obrigado a perceber que nada é simples quando se é adulto."
avatar
Seth Menth Donavan
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 1380
Reputação : 5
Data de inscrição : 15/10/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
10/10  (10/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Arya Thorne em Sex Jan 11, 2013 11:21 am

I'm not giving up. I will fight with determination and hope. I'll fall, I'll hurt me, I will suffer. But then I will win. I'll make her be proud of me.
Defeat after defeat until the final victory.

As lágrimas escorriam como pequenos riachos por meu rosto, tal sua força e intensidade, empapando a camiseta do acampamento quando caía em queda livre até ela. Minhas mãos tremiam e minhas pernas já não mais obedeciam meus comandos, elas agiam por si insistindo em me levar para um lugar seguro. Tudo o que eu desejava realmente era o Punho de Zeus ou então a Praia dos Fogos ou ainda o Lago, qualquer coisa que pudesse ser perigosa e, e... Não conseguia nem ao menos pensar naquilo, não era capaz, era fraca. Minhas pernas cambaleavam pelo Acampamento sem saber ao certo aonde ir, me fazendo esbarrar em árvores e por vezes tropeçar em algumas pedras pontudas, machucando tanto os cotovelos quando os dedos dos pés. Mas a dor já não importava mais, nada mais importava. Meus olhos que antes eram ilhas azuis em meio à um mar branco agora parecia ilhas rodeadas de águas sangrentas, de tão vermelhos que estavam; e pior: turvos. Não enxergava muitas coisas, apenas levemente, quase como se fosse meio cega. E pouco me importava se fosse cega ou não, eu era a culpada. Minha mente ainda repassava, como em um doloroso e doentio flashback, tudo o que tinha acontecido. Gunter. Ele não deveria ter feito aquilo, não agora, não por mim! Tudo ainda era vívido em minha memória. Seus gritos agoniados, seu olhar clamando por ajuda e, no entanto, suas palavras foram desconexas. – Volte Arya. Se proteja. Não saia. Por mim. – Ainda podia ouvi-lo dizer. Foi tudo tão doloroso, tão, tão... ah, eu não conseguia falar. Eu estava imóvel enquanto ele morria pelas garras do Cão infernal. Os pensamentos foram afastados quando finalmente cheguei à área dos chalés. Estava quase lá, quase, quase... Faltava pouco, pouco, muito pouco. Mas não era mais capaz de se aguentar em pé. Estava confusa, aterrorizada, morta por dentro, de modo que o que pude fazer foi cair no chão novamente, abraçando os joelhos e chorando, enquanto a morte de meu namorado ainda era entendida por minha mente.

avatar
Arya Thorne
Semideus

Mensagens : 113
Pontos : 921
Reputação : 6
Data de inscrição : 30/03/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
7/10  (7/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Sex Jan 11, 2013 12:11 pm

"Grandes batalhas só são dadas a grandes guerreiros"
Derek Taylor // Filho de Apolo (πόλλων) // Nível 02
Os dias estavam passando muito rápido. Tão rápido que não notei que o dia da festa havia chegado.
Fiquei pensando nessa festa, afinal não havia convidado ninguém. Distraído saí do chalé e me assustei com a cena em minha frente. Arya estava no chão, contorcendo-se violentamente. Sua roupa estava encharcada de lágrimas. Notei que haviam diversos machucados por seu corpo. Corri até ela, tentando ajudá-la. - Arya, o que houve. Porque está assim, alguém te machucou?? Fale comigo, estou aqui. Fiquei realmente muito preocupado. Ela não estava bem. Sem me importar, sentei-me no chão ao seu lado. Passei os braços ao redor dela, puxando-a para mais perto. Envolvi ela em um abraço, tentando corfortá-la de alguma maneira. Cortava o coração vê-la daquela maneira. Algo terrível havia acontecido. - Vai ficar tudo bem Arya, acalma-se. Afagando seus cabelos, permaneci ali, aguardando ela se acalmar.
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Anne Laffite em Sab Jan 12, 2013 5:01 pm

held between heaven and hell
as they're dancing
as they dance over and over


Fomos nos aproximando da Área dos Chalés lentamente, enquanto íamos conversando. Os Caçadores só haviam dado ordens para Jace, portanto, eu tinha a noite de folga para fazer o que quisesse. Bem, praticamente tudo. - Obrigada por ter aceitado o convite mesmo que fosse de última hora. Achei que ia acabar ficando sozinha. - Ri. Não sei porque estava fazendo isso. Iludindo-o. Afinal, eu não estava nem aí se ele viesse ou não. Bem, até agora. Algo no fundo de mim dizia que ele podia ser usado para descontar a raiva que estava sentindo por Jace. E eu não me importava nem um pouco com o que Ian sentiria ao descobrir sobre isso. - Você foi incrível hoje. Obrigada. - Eu parei de andar ao chegar perto da parte de trás de um dos Chalés. Ele parou também, olhando para mim. - Foi uma noite realmente ótima - continuei. - Não que ela tenha acabado. Ainda podemos ir para a balada se você quiser, mas também podemos - encostei meu corpo na parede do Chalé, trazendo o corpo dele próximo ao meu, as nossas bocas quase se encostando. Ficar aqui um pouco. - Finalizei, olhando para ele.


Their hearts are haunting
Still hunts hope ever and ever


avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Ian Howe em Dom Jan 13, 2013 7:59 am

This time
Don't need another perfect line


Durante todo o trajeto até a área dos chalés Anne foi ao meu lado. Estava começando a gostar da presença dela, realmente. Não como uma garota bonita que eu quero beijar, mas como uma amiga. E isso era raro para o antigo Ian, o do colégio. Mas eu o abandonei parcialmente ao chegar ao Acampamento, me tornando uma mistura de antigo e novo, e como consequência não sabia ao certo o quanto gostar dela significava. Afastei esses pensamentos e foi na hora certa, pois Anne já estava me levando para mais perto do corpo dela, tão perto que senti a sua respiração. Passei as costas da mão em seu rosto delicadamente, enquanto observava cada detalhe nela, seu corpo, suas roupas, sua pele quente encostando na minha. Pude visualizar as curvas de seu corpo e suspirei. Qual é, era maldade pedir que eu recusasse aquilo em nome da amizade. Anne era gostosa. E ela provoca, ah se provocava. — Adorei essa ideia. - Disse com um ar de mistério, enquanto colocava o braço em volta de sua cintura e a trazia para o mais perto possível. E então a beijei, seus lábios doces encontraram os meus, um turbilhão de sensações. A beijei lentamente, primeiro de um modo até recatado. Me afastei dela e quando vi que não protestava, a beijei direito. Enquanto a beijava, segurei sua nuca com uma das mãos enquanto a outra passeava livremente por sua costas. Apenas quando ambos ficamos sem fôlego é que findei o beijo, com um sorriso malicioso. Comecei a beijar-lhe o pescoço — O que achou, filha de Éros? - Perguntei entre um beijo e outro.
avatar
Ian Howe
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Anne Laffite em Dom Jan 13, 2013 6:41 pm

held between heaven and hell
as they're dancing
as they dance over and over


Sorri quando ele finalmente me beijou, acabando com o pouco espaço entre nós dois. A principio seus beijos eram lentos e recatados, quase como se esperasse uma permissão minha, mas logo se tornaram mais profundos e demorados, com mais paixão. Senti suas mãos pela minha nuca e costas, e deixei que elas continuassem seu caminho, enquanto as minhas faziam as mesmas coisas, descendo cada vez mais. Paramos um pouco para recuperar o fôlego, os dois olhos se encontrando, ainda ofegantes. Então, ele começou a beijar meu pescoço, e meus sorriso se alargou com sua pergunta. Bom. Respondi, fazendo aquele tipo "difícil" que faziam com que, por algum motivo, os garotos caíssem ainda mais aos nossos pés. Por enquanto. Completei em um sussurro, dando uma deixa para que continuássemos, ainda mais longe do que antes. Deixei que ele beijasse meu pescoço por mais um tempo, enquanto eu desabotoava seu terno e passava uma de minhas mãos por debaixo da camisa. A outra afundou em seu cabelo, passando por ele e sua nuca. Voltamos a nos beijar, ainda mais forte e profundamente, e deixei que ele passasse a mão por debaixo do meu vestido, tocando a pele nas minhas costas.


Their hearts are haunting
Still hunts hope ever and ever


avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Ian Howe em Dom Jan 13, 2013 9:54 pm

This time
Don't need another perfect line

— Ah, bom. - Disse com um risinho sarcástico. Se fazendo de difícil, Anne? Tarde demais para isso. Assim que ela começou a desabotoar meu terno, olhei em volta por instinto, certificando-me de que não havia ninguém ali. Logo que voltamos a nos beijar, já estava bem ciente de como aquilo iria acabar e no intervalo entre um beijo e outro, sussurrei: — Você não prefere terminar issl em outro lugar? Um lugar menos ao ar livre? - Disse, entrecortado pelos beijos. À essa altura meu terno já estava no chão e a camisa quase chegando lá, mas o que mais me fez ir para o chalé foi quando pude passar a mão por baixo de seu vestido, tocando a pele macia de suas costas. A noite estava indo melhor do que eu pudesse imaginar. Peguei-a no colo, de modo que suas pernas envolveram-se em meu tronco. Já não me responsabilizava mais por meus atos.
avatar
Ian Howe
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Jace Salvatore em Qua Jan 16, 2013 1:50 pm

we're a different pair, just something out of step

Já havia conseguido sair de perto de Aimée, sentindo o mesmo formigamento e uma sensação ansiosa e ao mesmo tempo prazerosa se acumulando no peito, os pés andando freneticamente. Por um momento, esqueci tudo, me concentrando apenas em minha missão. Estava passando pelo Punho de Zeus quando sons me chamaram a atenção. Reconhecia aquelas sons, e muito bem. Beijos. Pele relando na outra. Alguém comendo alguém. Tentei me conter, mas não consegui evitar olhar para onde os sons vinham. No começo não reconheci quem estava ali, então dei um passo para frente, ainda estando fora do campo de visão deles, agora podia ver claramente quem era o casal. Anne e o viadinho. Não conseguia pensar direito, apenas chutei a pedra mais próxima chamando a atenção dos dois. Olhei para eles com um sorriso sarcástico. Olá Anne, novamente. – falei me aproximando não desviando o olhar. – Ganhou finalmente seu gigolô pessoal? Arqueei as sobrancelhas, depois balancei a cabeça levemente, com um olhar desapontado. Que pena, Anne. – falei dando de ombros. – Esperava mais de você. Mesmo. E então finalmente olhei para o garoto, como se de repente percebesse realmente a presença dele ali. Me desculpe por atrapalhar seu lanchinho, cara. – abri um sorriso amigável. – Eu preciso falar com a Anne. É rápido, juro. Não vou roubá-la de você. Me virei para ela, agora sem sorrir, nem a encarando. Me afastei um pouco, esperando ela me seguir e falei enquanto me sentava na pedra, alto o suficiente para o garoto também ouvir: Não sabia que você virou puta agora.


you say too late to start, got your heart in a headlock
i don't believe any of it.
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Anne Laffite em Qua Jan 16, 2013 2:39 pm

held between heaven and hell
as they're dancing
as they dance over and over


Ian havia acabado de me levantar em seu colo quando ouvi alguém se aproximando. Na verdade, eu primeiro ouvi sua voz, uma que eu reconheceria em qualquer lugar. Jace. Voltei ao chão, ajeitando meu cabelo e lhe dando um enorme sorriso.— Olá, Jace. — Cumprimentei-o de volta. Soltei um riso sarcástico ao ouvir da maneira como ele chamara Ian. Apenas ouvi o que ele estava dizendo, sem tirar o sorriso do rosto. — Já volto, Ian. Quem sabe depois que satisfazermos os desejos do Jace aqui ele nós deixe em paz, certo? — Sussurrei, indo atrás de Jace até um canto mais afastado, aonde Ian não podia nos ouvir. Jace despejou aquele comentário, o que me fez arquear as sobrancelhas. Soltei uma risada. — Não sabia que você gostava de rebaixar as pessoas quando se sentia incomodado com algo. — Respondi, referindo a maneira como havia chamado Ian, eu e como estava tratando aquela situação inteira. — E, pelo que sei, putas são pagas. Ian não me pagou nada, se você acha que é tão impossível eu me interessar por alguém que não seja você. — Acrescentei, fazendo com que ele me olhasse. Ele ergueu as sobrancelhas. — Então você esperava mais de mim... isso quer dizer que esperava que eu ficasse aos seus pés o tempo inteiro? Acho que - novamente - você está confundindo os seus sentimentos. — Falei, rindo. Não deixei que ele respondesse, apenas apressei-me para falar outra coisa. — Afinal de contas, você não tinha uma missão para estar fazendo? — Sussurrei, ainda mais baixo. — Ou seu novo passatempo é me espionar? — Não sabia porque estava despejando todas aquelas palavras. A raiva de tê-lo visto na festa ainda me dominava. Me aproximei dele, cruzando os braços por causa do frio repentino. Era engraçado o fato como tudo estava quente a alguns segundos atrás, beijando Ian. Nos dois sentidos da coisa. — Mas não se preocupe tanto. Jacy. Ian é só mais um semideus idiota que logo estará morto, lembra? E eu não queria desperdiçar um rosto bonito, só isso. Pelo menos, se ele vai morrer, não vai morrer virgem. — Comentei balançando os ombros. Eu não me importava se ele realmente era virgem ou não - as palavras só iam saindo da minha boca. — Mas afinal, o que você queria falar? — Sorrio.

Their hearts are haunting
Still hunts hope ever and ever


avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Jace Salvatore em Qui Jan 17, 2013 4:54 pm

E ela ria. Falava pingando sarcasmo puro. Em outra situação, teria rido. Mas agora não, apenas fiquei a encarando, sem sorrir, sem dar de ombros ou arquear as sobrancelhas. Simplesmente nada. Eu te rebaixei, Anne? – dei um leve sorriso, revirando os olhos em seguida. – Te ofendi? Ah é, me desculpe. Esqueci que você era sensível. Me lembrei dos outros Caçadores, por um motivo que nem sei. Escutei o que ela dizia, e quanto mais ela falava, mais a vontade de rir voltava. E prostitutas são pagas. Putas, não. Gostam de dar ganhando algo em troca ou não. – abri um sorriso afiado e a olhei nos olhos. – Tipo você, não é? Já que disse que aquele cara ali não está te pagando. Tentei falar algo para rebater o que ela havia falado, mas ela foi mais rápida, falando da missão. Ouvi e revirei os olhos, novamente. Te espionando? Você e sua mania de achar que te persigo. – ri mais um pouco e me aproximei dela, deixando nossos rostos cara a cara. – E não me venha com esse papinho novamente. Se você quer dar para alguém do inimigo, beleza. Mas não foda tudo, porque querendo ou não os outros Caçadores vão saber disso. E aí? O seu sarcasmo vai te salvar? Eu acho que não. Me afastei dela, cruzando os braços e olhando para um outro canto. Não daria certo. Não daria certo, mesmo. Eu não sei onde o semideus está e provavelmente devem tê-lo escondido, era o mais provável. E eu já havia perdido tempo demais. Olhei rancoroso para Anne. Foda-se isso. – murmurei para mim mesmo e depois exclamei para ela: – Parabéns, Annie. Acabou de estragar a missão. Quer uma recompensa por isso?
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Ian Howe em Qui Jan 17, 2013 6:53 pm

This time
Don't need another perfect line

Certas pessoas sabem bem como estragar uma noite perfeita e produtiva. Mas tudo bem, parecia conhecer e ser amigo de Anne - um tipo estranho de amigo, muito estranho - então só a soltei e desabotoei o único botão abotoado da camisa, encostando-me na parede do chalé. Não fiz a mínima questão de esconder o riso quando as ofensas desesperadas foram ditas por ele, certifiquei-me até de que uma expressão de pena cobrisse minha face. — Precisa mesmo de ofensas como essa para ter o que deseja? Que... dó. — Quando seus olhos vieram em minha direção permaneci com o mesmo sorriso debochado, pouco me importando com a reação de Anne - sim, a única reação que seria relevante no momento era a de Anne. Quando ele se sentou a segunda provocação veio, mergulhada em veneno e sarcasmo. Mudei o peso de uma perna para outra, cruzando os braços. Puta? Não, Anne não é puta. Nunca ouviu falar de amizade colorida, colega? Dei uma piscadela significativa, virando o rosto para o outro lado enquanto Anne e o garotinho conversavam. Moleque irritante. Os minutos passaram, estava ficando frio e eles não pareciam estar na conversa mais animada do mundo. Por isso e outros fatores foi que peguei meu terno e caminhei até eles, indo devagar para que caso ainda estivessem conversando me vissem e parassem. Fui até Anne, ignorando o menininho irritantemente descontrolado. Pegue está esfriando. Coloquei o terno sobre seu ombros, afastando-a do frescor exagerado da noite. Seus cabelos ficaram presos por baixo do terno e delicadamente passei a mão por sua nuca e os tirei de lá, sentindo a pele dela se arrepiar. Quando virei para onde ele estava e por Zeus, pensei que tivesse entendido, mas não havia, pois permaneceu ali. Olhei para ele com uma expressão de "o que diabos você está fazendo?". Você ainda não se ligou? Colega, está na hora de praticarmos nossa amizade colorida, se bem me entende. E a menos que você queira assistir, o que não duvido muito, essa é a hora em que você se toca e vai embora com o rabinho entre as pernas. Os olhares de raiva, sarcasmo ou irritação dele já não me afetavam. E aí? Vai assistir ou cair fora, garotão? Meu braço estava em volta da cintura de Anne, enquanto meus olhos permaneciam fixos nos dele, sem desviar um segundo, carregados de ironia.
avatar
Ian Howe
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Jace Salvatore em Qui Jan 17, 2013 7:45 pm

Então o garoto entrou em cena. Fiquei quieto apenas olhando-o com as sobrancelhas arqueadas, não abrindo a boca nem expressando alguma reação um segundo sequer. E ele colocou o terno nela, pois “está esfriando”. Eu poderia ter feito isso. Se não tivesse com tanta raiva, lógico. Então parei. Estalei os dedos. Não, nunca, em nenhum dia, o que esse menino está pretendendo acontecerá. Como um passe de mágica, toda a raiva sumiu do meu rosto. Me fingi de desentendido. Tudo bem, claro. Não quero estragar sua chance de perder a virgindade, cara. – falei e me aproximei deles, esticando o braço para um cumprimento formal. – Podemos fazer as pazes? Começamos com o pé direito. E eu não quero brigar com ninguém. – olhei para ela. – Digo o mesmo para você, Anne. Temos uma amizade tão bonita para se acabar por uma briguinha boba dessa. Olhei novamente para o garoto, esperando ele apertar minha mão ou simplesmente acreditar. É claro que nenhuma das coisas aconteceria. Recolhi a mão. Tudo bem. – dei de ombros. – Se você não quer, o que eu posso... Não terminei de falar, e nem deixei eles verem meus movimentos. Ao mesmo tempo que recolhi minha mão, o braço já estava posicionado e os punhos fechados. E em questão de segundos, meu punho estava enfiado na cara dele. Ri quando vi ele cambalear para trás. É, cara. Aproveite sua noite, mesmo que esteja sem um dos dentes. – falei rindo e acenando com a mão direita. – E agora, como você mesmo disse, vou sair daqui “com o rabinho entre as pernas”. Me virei de costas e continuei a acenar para ele, mas dessa vez com o dedo médio.


ooc: nunca duvidem do jace 1bj
avatar
Jace Salvatore
Caçador

Mensagens : 37
Pontos : 12
Reputação : 7
Data de inscrição : 22/12/2011

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Anne Laffite em Sex Jan 18, 2013 11:04 am

What do we say to the god of death?
Not today.

Trinquei os dentes, recebendo cada rebate que Jace dava às minhas palavras. Mantive-me fria e sem dar muitas reações ao que ele dizia, até que finalmente algo me chamou a atenção. Se você quer dar para alguém do inimigo, beleza. Mas não foda tudo, porque querendo ou não os outros Caçadores vão saber disso. Ele estava certo. Bem, pelo menos na parte dos Caçadores. Eu só não acreditava que Jace pudesse fazer isso. Chegar em um nível tão grande que começasse a ameaçar dessa forma. A raiva desceu sobre mim, e eu estava prestes a dizer - ou até mesmo fazer - algo quando Ian se aproximou de nós dois. Ele tirou seu próprio terno, pedindo para que colocasse em volta de mim. Eu sabia que a temperatura da noite estava caindo a cada minuto mas, estranhamente, eu não estava com tanto frio assim. Não quanto eu deveria estar. Mas deixei que ele colocasse o terno em volta de mim, principalmente porque, no fundo, eu sabia que ele estava fazendo aquilo para provocar Jace. E funcionou. Mas funcionou da maneira como Jace quer que as coisas se desenrolem: da maneira dele. Primeiramente, ele estendeu a mão, querendo "fazer as pazes". Eu e Ian permanecemos parados, o encarando, até que ele guardou a mão. A noite poderia ter terminado daquela maneira, mas eu sabia que Jace não sairia daquele modo. Não sem antes fazer alguma coisa que o agradasse. E, então, antes que eu pudesse reagir ou impedi-lo, seu punho já estava na cara de Ian, que cambaleou para trás. Depois, Jace ainda virou de costas e foi acenando com o dedo médio. A raiva e o ódio me atingiram por completo. Não, ele não ia se safar daquilo. Não ia ter falado aquelas coisas, batido em alguém (mesmo que fosse um semideus e que eu não estivesse nem aí para ele) e ter saído com esse ar de superior. Estava cansada de como Jace sempre tratava as coisas. Então, antes que eu mesma percebesse, já havia feito: sacado uma adaga que havia deixada escondida na roupa - feita de bronze celestial e aço, ou seja, mortal para semideuses e humanos - que eu havia pego do arsenal, e ido na direção dele. Fiz um longo corte nas suas costas, e o chutei assim como havia feito na Floresta. Antes que pudesse se levantar, eu o virei para mim, e já estava com a adaga em seu pescoço. — Quem você acha que é que pode fazer o que bem entender a hora que quiser, Jace? — Eu disse, praticamente gritando. Mas meu olhar dizia muito mais a ele, coisas que não poderia dizer em voz alta. — Estou cansada de você, Jace, realmente. Cansada de como você só pensa em você mesmo, e como tudo tem que ser do seu jeito.— Continuei, cada vez mais irritada. — Eu posso não te conhecer realmente, posso não conhecer o seu passado e o que quer que esconda como você diz. Mas da parte que eu conheço, eu não aguento mais. Porque você é apenas um idiota. Um idiota egoísta que faz o que bem quer quando bem entende. Aprenda, Jace, que as coisas não vão ser sempre como você programou. — Falei, referindo ao que ele havia acabado de interromper. Não sei porque estava defendendo tanto Ian. Minha voz abaixou apenas para um sussurro para dizer as próximas coisas. — Quer contar para os Caçadores? Ok, conte, e me mate! Fique à vontade! Mas não venha me dizer que fui eu que estraguei sua missão, porque não fui. Você mesmo fez isso. Por causa do seu ego e sua vontade de interromper qualquer coisa que te desagrade. — Finalizei, me levantando, e guardando a adaga. Por um momento, uma coisa me chamou a atenção. Por um leve segundo, o meu cabelo voltara a ser branco. Então, quando voltei a olhar melhor, o castanho estava lá novamente. Talvez fosse apenas minha imaginação. Fiquei parada, aturdida, e o silêncio reinou por alguns segundos entre mim, Ian e Jace. A temperatura pareceu ter caído uns 15 graus. Não, espere. Ela parecia literalmente ter caído uns 15 graus de um minuto para o outro. O ar estava frio e pesado, parecendo refletir a tensão no ar. Olhei para cima, vendo até uma pequena nevasca havia começado. Tudo bem. Era janeiro, no meio da madrugada. Não tem nada haver com a mulher dos seus sonhos, Anne, repeti para mim mesma. Comecei a voltar a andar em direção a Ian, quando percebi o que realmente havia feito. Eu havia defendido um semideus e atacado um Caçador, quem deveria ser meu aliado. Quem eu deveria ter apoiado quando ele havia socado Ian. E não exatamente ao contrário. Me aproximei de Ian. Era muita coisa para aguentar em uma noite só. — Ei, podemos continuar isso outro dia? Acho que não estou bem. Preciso só descansar um pouco. — Eu sussurro para ele, baixinho. Então, me despeço com um leve beijo em seus lábios, e me viro, indo caminhar para o Chalé de Éros. Não devia ter feito isso. Não devia tê-lo beijado, mas agora já foi. Na verdade, eu nem sabia se ele tinha ouvido eu falar sobre os Caçadores, e aquilo me preocupava. Talvez eu devesse matá-lo amanhã, mas os Caçadores mantaram não matar ninguém por enquanto. Droga. Então, parei, abruptamente, notando o Chalé cuja parede que até alguns minutos atrás eu e Ian estávamos nos beijando. Franzi o cenho. Era o Chalé número 1, de Zeus. Havia alguma coisa estranha nele. A porta da frente estava aberta, revelando o interior mal iluminado. Mas havia uma garota ali dentro. Então, com um arrepio na minha espinha, eu a reconheci. Era a menina que aparecia nos meus sonhos. Ruiva, de mais ou menos dez anos, pequena. Então, de repente, várias imagens passaram na minha cabeça. Era algumas das imagens que eu tinha nos sonhos, mas, agora, as pessoas presentes nelas tinham rostos. Não era apenas um borrão. Notei Bethany, a filha de Zeus, vindo na minha direção e sorrindo. Eu era a garotinha ruiva. Vi Jack, o namorado, e os três rindo dentro do Chalé. Notei também algumas outras pessoas que eu já havia visto no Acampamento. Até que, de repente, a cena que sempre quis saber o que acontecia. A cena aonde havia uma garota loira que enfiava uma faca em mim. Então, finalmente vi seu rosto. Era Elizabeth, a irmã semideusa de Jonathan. Ela me olhou com ódio no rosto, e então enfiou a faca, como sempre fazia na cena. Quando as imagens acabaram, eu estava ainda na frente do Chalé, mas uma tontura enorme começou a me abater. Cambaleei para o lado, colocando a mão na boca. Sangue voltou aos meus dedos, pingando no chão. A sensação de dor que eu tinha era que havia realmente sido apunhalada. Não me surpreenderia se meu vestido estivesse manchado de vermelho agora. Mas, antes que pudesse ver, eu senti meus joelhos fraquejando, e eu caindo no chão. O mundo ficou escuro enquanto eu perdia a consciência.


Anne Laffite Caçadora Casa 3 - Stark
Thanks Lari @ CG
avatar
Anne Laffite

Mensagens : 96
Pontos : 28
Reputação : 8
Data de inscrição : 21/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Ian Howe em Sex Jan 18, 2013 1:19 pm

This time
Don't need another perfect line

Cuspi uma mistura nojenta de sangue e saliva, logo depois começando a gargalhar de um jeito mais debochado do que antes, com a dor amenizando em ondulações. Não se vanglorie tanto, para um "garanhão" seu soo foi fraco. Ainda tenho todos os dentes. Certeza de que eu sou o virgem aqui? Disse rindo, batendo de leve na face esquerda e transformando o riso em uma coisa debochada que chegava ao ponto de irritar a mim mesmo. Mas o sorriso desapareceu quando Anne tirou aquela adaga de sei lá eu onde e foi para cima dele, derrubando-o e encostando a adaga em seu pescoço. Ri, sim, mas ainda estava em choque. Não imaginei nunca uma reação como aquela vinda de Anne, ela parecia tão doce... mas foda-se, estava divertido vê-lo imobilizado por ela. No ápice da raiva da garota, - que mantinha-se ocupada em uma fala alternada em gritos e sussurros inaudíveis - a temperatura baixou bruscamente, com pequenos flocos de neve caindo. Peguei um em queda livre e sorri, enquanto me abraçava para afastar o frio. E o estranho de tudo era que Anne aparentava nem ao menos notar o frio e a neve. Ela saiu de perto dele e andou em minha direção, parecia confusa. Não se preocupe. Durma bem, Anne. Respondi ao que ela havia dito, retribuindo seu beijo e me virando para vê-la partir. Sorri de um jeito bobo com aquilo, enquanto ela se distanciava e a observei parada em frente a um dos chalés - o mesmo em que estávamos nos beijando - com uma expressão estranha na face, suas mãos começaram a tremer um pouco. Anne? Chamei-a sem obter resposta. Está tudo bem? Se ela ouviu não queria responder, pois o silêncio persistiu. Comecei a andar até ela, como se estivesse indo para meu chalé - e essa seria a desculpa caso ela perguntasse algo -, mas não precisei fingir. Assim que vi suas pernas bambearem e ela cair para o lado, corri sem nem notar. Anne! Ajoelhei ao seu lado, erguendo sua cabeça e balançando levemente seu corpo. Desmaiada, completamente desmaiada. Chacoalhei-a novamente e depois dei leves tapinhas em sua bochecha, tentando acordá-la.Anne! Anne, por Zeus! Acorde, Anne! Estava nervoso, de verdade, com tudo aquilo, e as coisas só pioraram quando senti algo úmido em minhas mãos e vi que era sangue. Olhei para ela, meus olhos estavam mais arregalados do que eu achava ser possível. Seu vestido branco tinha uma enorme mancha rubra que aumentava mais a cada instante. Agora sim eu estava desesperado. Não sabia o que fazer e a primeira coisa que me veio à mente foi levá-la para a enfermaria. Ia pegá-la no colo quando o garoto - Jace - se aproximou. Eu queria gritar, dizer que a culpa era dele e xingá-lo de tudo quanto é nome, mas foi em Anne e no bem dela que pensei quando disse: Me ajude a levá-la para a enfermaria. E a peguei no colo, notando só agora o quanto sua pele estava fria.
avatar
Ian Howe
Semideus

Mensagens : 38
Pontos : 0
Reputação : 5
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
0/10  (0/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Arya Thorne em Dom Jan 20, 2013 6:00 pm


Arya Thorne, Daughter of Niké










The Little Flinger


Ter Derek ali foi ao mesmo tempo tranquilizante e assustador. Tê-lo ali era bom, pois me sentia protegida, mas me lembrava do corpo estraçalhado de Gunter, meu na... ex namorado. Ainda não aceitava a morte dele, não conseguia, não podia. Ele se sacrificou por mim e isso era o que mais me doía, porquê se não tivesse insistido na ideia de fugir, ele ainda estaria ali comigo. Mas estava morto agora, por minha culpa, minha culpa, minha culpa... Gunter... ele... morto... a culpa... é minha... ele, ele... As lágrimas e os soluços me impediram de dizer mais algo, ou pelos algo que ele pudesse entender. Estava desolada, sem chão, sem ação. E não saberia se suportaria as coisas daqui pra frente.

You may say, I'm a dreamer, but I'm not the only one. I hope some day you'll join us and the world will live as one.
Jeess from ETVDF
avatar
Arya Thorne
Semideus

Mensagens : 113
Pontos : 921
Reputação : 6
Data de inscrição : 30/03/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
7/10  (7/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Derek Taylor em Dom Jan 20, 2013 7:17 pm


"Grandes batalhas só são dadas a grandes guerreiros"
Derek Taylor // Filho de Apolo (πόλλων) // Nível 05

Não compreendia muito bem o que Arya estava falando. Suas palavras saiam de forma desordenada e ao mesmo tempo desesperada. Fui compreender apenas quando citou um nome: Gunter. Esse nome ela havia citado quando negou o convite para a festa. - Namorado, era isso (Pensei). Percebi então que ela não apareceu durante a mesma e por um breve momento me senti culpado. Talvez ela estivesse precisando de ajuda e se não fosse egoísta o suficiente poderia ter evitado o que quer que tenha acontecido. A temperatura começou a cair rapidamente. Peguei-a no colo e pude sentir sua pele esfriando com uma rapidez incrível também. A preocupação tomou conta de mim. Corri para seu chalé, precisava mantê-la quente e consciente. Mas a pergunta que não saia de minha mente era: - O que aconteceu com Gunter. Tinha plena certeza de que algo estava errado. Algo estava muito errado.
avatar
Derek Taylor
Semideus

Mensagens : 95
Pontos : 630
Reputação : 5
Data de inscrição : 05/12/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento meio sangue

Ficha do personagem
Inventário:
Nível do personagem:
5/10  (5/10)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Área dos Chalés

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 14 de 16 Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum